OPINIÃO

Um ministro para a crise

Lucas Mafaldo · 17 de Maio de 2020 às 11:19

Italo Marsili reúne as qualidades necessárias para assumir o Ministério da Saúde neste momento: capacidade de gestão, alinhamento político, firmeza e, principalmente, capacidade de comunicação

O governo Bolsonaro está diante de uma enorme oportunidade. O Dr. Italo Marsili anunciou sua disponibilidade em assumir o Ministério da Saúde durante os próximos meses. Ele é, de longe, a melhor opção para o cargo. Italo possui maturidade, capacidade de gestão e, principalmente, é um gênio da comunicação.

Ao fazer isso, o governo estará evitando a armadilha em que caiu com as indicações de Moro e Mandetta. O problema dessas indicações foi confiar demais na ideia de “um ministério de técnicos”. A intenção era boa (evitar o loteamento dos cargos), mas a solução foi inadequada. O lugar dos técnicos é no segundo e no terceiro escalão. No primeiro escalão, o governo precisa de figuras capazes de atuar na dimensão política.

Fazer política com seriedade significa basicamente duas coisas: partilhar da visão política do presidente e ser capaz de defendê-la no debate público. Os critérios para uma nomeação ministerial, portanto, são simples: alinhamento ideológico e capacidade de comunicação.

Não vejo como duvidar da lealdade do Italo. Ele já defendeu o presidente inúmeras vezes, mesmo ao custo de perder inúmeros seguidores e prejudicar o próprio negócio, sem ganhar nada por isso. Além disso, ele é tão bem-sucedido na iniciativa privada que realmente estará perdendo paz e dinheiro ao ir para qualquer cargo público. Tenho certeza que o fará apenas temporariamente, pela oportunidade de servir o país e ajudar o governo a atravessar os próximos meses.