ELEIÇÕES

“Somos um exemplo para o mundo”, diz Bolsonaro em Londrina

Paulo Briguet · 16 de Setembro de 2022 às 22:32

Presidente celebra a recuperação do país após a pandemia, reafirma valores cristãos e diz que o agro é o orgulho do Brasil. “O PT é nosso único problema. Onde está o mal, está o PT”

 

O presidente Jair Bolsonaro cumpriu compromissos de campanha nesta sexta-feira (16) no Paraná. Pela manhã, Bolsonaro visitou a cidade de Prudentópolis, onde está a maior comunidade ucraniana do Brasil. Diante da Catedral Ucraniana, ele defendeu o fim do conflito entre Rússia e Ucrânia e disse:

“Vocês, em grande parte, têm um país de origem. Um país pacífico, um país produtor rural, que na sua bandeira carregas as mesmas cores da bandeira daqui. Somos irmãos, queremos o bem um do outro. Torcemos pela paz e o Brasil tudo fará, como vem fazendo, para que essa paz seja alcançada”.
 

À tarde, Jair Bolsonaro fez uma nova visita a Londrina, no Norte do Estado, a convite do deputado federal Filipe Barros (PL). Recebido por uma multidão de apoiadores no aeroporto da cidade, o Presidente participou de uma motociata com destino ao Parque de Exposições Ney Braga, na zona oeste de Londrina. Foi uma das maiores motociatas realizadas até agora. “Contei 9 minutos para que toda a motociata passasse”, afirmou um apoiador do presidente. Bolsonaro fez questão de parar no meio do trajeto para cumprimentar as pessoas que o saudavam das calçadas.
 

 

No Parque Ney Braga, o Hino Nacional Brasileiro foi executado ao violino pelo maestro Roney Marczak. Foi um momento de grande emoção.

Bolsonaro discursou para um público estimado em 5 mil pessoas. Ao seu lado, estavam o anfitrião da festa, o deputado Filipe Barros, o candidato do PL ao Senado pelo Paraná, Paulo Eduardo Martins, além de diversos políticos e apoiadores.

 

Veja alguns dos principais trechos do discurso de Bolsonaro:

“Somos um país abençoado. O Brasil, na verdade, é a terra prometida. Ninguém tem o que nós temos. Ninguém tem terras agricultáveis, biodiversidade, riquezas minerais, água potável, clima aprazível e um povo acolhedor como nós temos. O que falta para nós? Acertarmos nas escolhas. Vocês se lembram de 2018, o Brasil à beira do abismo. Quis Deus que primeiro se poupasse a minha vida, e depois, pelas mãos de 58 milhões, nós chegássemos à Presidência da República.”

“Quem poderia imaginar que teríamos ministros como o nosso Adolfo Sachsida, aqui de Londrina, no Ministério das Minas e Energia, que tem colaborado e muito para que os preços dos combustíveis caiam no Brasil inteiro? Isso se faz com competência, com amor, com vontade, com diálogo. A grande maioria dos parlamentares foram nos ajudaram a baixar dos preços da gasolina. Exceto os senadores do PT, cuja bancada votou contra.”

“Onde está o mal, lá está o PT. Onde tem corrupção, lá está o PT. Onde está o que não presta, lá está o PT.”
 

“Temos um povo resiliente. Passamos pela pandemia, apesar das mortes, cujo valor não podemos calcular, mas passamos por esse momento. Atendemos os mais humildes com o Auxílio Emergencial, criamos programas que garantiram a geração de empregos. Em que pesem as previsões pessimistas dos especialistas, mês a mês cai a taxa de desemprego no Brasil, os números da economia só melhoram, vamos entrar no terceiro mês com deflação. Somos um exemplo para o mundo. Somos um país próspero em tudo, um país que garante a segurança alimentar de mais de um bilhão de pessoas pelo mundo – graças ao nosso agronegócio. O agro é o orgulho do Brasil, é a locomotiva do nosso país. Por isso, em fevereiro, eu fui lá fora, negociar com outro país a manutenção de fertilizantes do país. O único problema que nós temos aqui é o PT.”

“Hoje o Brasil é um país laico, mas o seu presidente é cristão. Hoje temos um presidente da República que não aceita a ideologia de gênero para os nossos filhos. Hoje nós temos um presidente que não aceita discutir legalização das drogas no país. Hoje nós temos um presidente que diz não ao aborto. Um presidente que defende a propriedade privada. Um presidente que não vai dar dinheiro do BNDES para ditaduras fora do Brasil. Um presidente que acabou com o MST no Brasil, ao dar mais de 400 mil títulos de propriedade, transformando o antigo exército do MST em um imenso grupo de pessoas que trabalham na terra com dignidade e hoje produzem para o país. E que fique bem claro: 80% desses títulos foram para mulheres do nosso Brasil. O Bolsa Família que era de 190 reais virou o Auxílio Brasil de 600 reais. E de onde veio esse dinheiro? Veio daqueles lugares onde antes imperava a roubalheira. Acabou a corrupção no Brasil!”

“‘Conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará’. Vocês agora conhecem a verdade. Aqui eu cito uma outra passagem bíblica: ‘Por falta de conhecimento o meu povo pereceu’. Hoje vocês têm conhecimento do que é o nosso Brasil e do que representa a política para todos nós.”

Ao final do discurso, Bolsonaro chamou apenas as mulheres presentes no palco e disse:

“Todos aqui ou são mulheres, ou são filhos de uma mulher. Quero dizer que o nosso futuro passa por elas, pelo trabalho delas, pela forma como elas nos tratam. Junto com elas, vamos fazer um país muito melhor. Brasil acima de tudo, Deus acima de todos.”

 


"Por apenas R$ 29/mês você acessa o conteúdo exclusivo do Brasil Sem Medo e financia o jornalismo sério, independente e alinhado com os seus valores. Torne-se membro assinante agora mesmo!"