FIM DA LIBERDADE

RenovaMídia encerra atividades alegando perseguições e censura

Fábio Gonçalves · 10 de Novembro de 2021 às 14:07

Após seis anos, portal independente sai do ar. Editor diz que é possível retomar os trabalhos caso mude o cenário político brasileiro. Ele afirma que, hoje, não há segurança jurídica para continuar

O site de notícias RenovaMídia anunciou nesta terça-feira (9) o fim das suas atividades.

O portal surgiu há seis anos, junto de outros canais alternativos de mídia, na intenção de levar ao público fatos e interpretação de fatos ignorados pela imprensa oficial — tributária de trilhardários e mancomunada com organizações políticas.

O Renova vem dos tempos do Terça Livre, República de Curitiba, Conexão Política, Senso Incomum, dentre outros. Foi o tempo áureo da liberdade de expressão no país, o sonho de uma noite de verão, verão que, após a primavera de 2013, passou breve, deu lugar a um outono estranho, que já prenuncia um longo e árido inverno.

Em comunicado, Tarcísio Morais, fundador do periódico, declarou que seu jornal está baixando as portas por falta de segurança jurídica no país:

“Após quase seis anos de muito trabalho, é com pesar que anuncio o congelamento das atividades jornalísticas da RenovaMídia.

Ao longo deste período, nós mantivemos uma cobertura em tempo real do Brasil e do mundo, sempre pautados por fatos, deixando os leitores formarem suas próprias opiniões.

No entanto, infelizmente, não há mais segurança jurídica no país para um jornal independente, sem amarras políticas, manter suas atividades”.

Em seguida, ele detalha quais seriam os promotores dessa insegurança:

“Além da perseguição por parte de parlamentares, como ficou bem evidente na CPI da Pandemia, temos um Supremo Tribunal Federal que ameaça dia após dia a liberdade de expressão com medidas autoritárias e antidemocráticas”.

E acrescenta à lista de censores nacionais os tiranos estrangeiros:

“Enquanto isso, as gigantes tecnológicas, em parceria com a grande mídia, continuam sua campanha de cerceamento da propagação do conteúdo e do financiamento dos jornais de pequeno porte.

Para se ter uma ideia da dimensão deste ataque das big tech ao jornalismo independente, o Google reduziu em mais de 90% o retorno financeiro da RenovaMídia com mídia programática nos últimos anos”.

Por fim, o editor afirma que há a possibilidade de que o trabalho seja retomado caso haja mudanças significativas no cenário político brasileiro.

“[...] tenho fé que este comunicado não é um adeus, mas um até breve!”

 


"Por apenas R$ 29/mês você acessa o conteúdo exclusivo do Brasil Sem Medo e financia o jornalismo sério, independente e alinhado com os seus valores. Torne-se membro assinante agora mesmo!"