VÍRUS CHINÊS

Ratinho anuncia “quarentena severa” no Paraná

Paulo Briguet · 30 de Junho de 2020 às 16:42

Medidas restritivas serão adotadas em sete regiões do Estado. Governador não afasta a possibilidade de vir a decretar lockdown, caso a situação se agrave

O governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), anunciou hoje uma “quarentena severa” com o objetivo de conter o avanço do coronavírus e impedir o colapso do sistema de saúde em sete regiões do Estado. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, o Paraná viveu hoje o pior dia desde o início da pandemia há quatro meses, com 1.536 casos confirmados e 36 mortes registradas nas últimas 24 horas. Até o momento, o Estado tem mais de 22 mil casos de Covid-19 e 636 mortes.

A “quarentena mais severa” (nas palavras do governador) deve ser adotada nas regionais de saúde de Londrina, Cornélio Procópio, Cianorte, Toledo, Cascavel, Foz do Iguaçu e Curitiba, abrangendo 134 municípios. O governo orientou as prefeituras para que sejam mantidos apenas os serviços essenciais nessas regiões por duas semanas. Ratinho Junior deve se reunir com prefeitos dos principais municípios afetados ainda hoje.

Entre as maiores preocupações do governo, estão a falta de medicamentos e o adoecimento de profissionais de saúde que atuam nas UTIs. Não há problemas em relação à quantidade de respiradores, mas os estoques de remédios para sedação, por exemplo, estão escassos.

As medidas a serem adotadas nas sete regionais incluem suspensão de serviços não-essenciais, restrição para reuniões comerciais ou privadas e adoção de barreiras sanitárias de controle de acesso. Caso a situação se agrave, o governador não afasta a possibilidade de decretar lockdown.

 


Gostou desse conteúdo? Há muitas outras matérias de excelente nível de informação e análise exclusiva para nossos assinantes. Faça a sua assinatura mensal por apenas 29/mês, ou a assinatura anual, por 290/ano (2 mensalidades gratuitas) e tenha acesso a todo o conteúdo premium do Brasil sem Medo.