GIRO DE NOTÍCIAS

Rapidinhas BSM – Um golpe contra a democracia brasileira

Fernando de Castro · 27 de Maio de 2020 às 20:55

PF cumpre mandados de busca e apreensão no âmbito de um inquérito ilegal sobre fake news. É o começo da morte da liberdade no Brasil

- BOLETIM: O Ministério da Saúde atualizou os números do novo coronavírus no Brasil. De acordo com a pasta, o número de recuperados da enfermidade nas últimas 24 horas é de 149.911 pessoas e o de casos confirmados é de 374.898, sendo 20.599 novos casos de ontem para hoje. Nas últimas 24 horas, foram registrados 1.086 novos óbitos, totalizando 25.598 mortes em decorrência da doença. O número de mortos de ontem para hoje não implica que as mortes ocorreram no tempo mencionado, apenas o registro oficial foi realizado.

- INQUÉRITO: A Polícia Federal cumpriu na manhã desta quarta-feira (27) mandados de busca e apreensão no âmbito de um inquérito ilegal sobre supostas fake news, ofensas e ameaças a ministros do Superior Tribunal Federal (STF), conduzido pelo ministro Alexandre de Moraes. Ao todo, estão sendo cumpridos 29 mandados de busca e apreensão nos estados do Distrito Federal, Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso, Paraná e Santa Catarina. O inquérito inconstitucional foi aberto no dia 14 de março de 2019, por portaria assinada pelo presidente do Supremo, ministro Dias Toffoli.

- ALVOS: Entre os alvos dos mandados de busca e apreensão, estão o deputado estadual Douglas Garcia (PSL-SP), o ex-deputado e presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, os empresário Luciano Hang (Havan), Edgard Corona (Smart Fit), o jornalista Allan dos Santos, o humorista Rey Bianchi, a ativista Sara Winter e o diretor de opinião do BSM, Bernardo Pires Küster.

- OPINIÃO: Alvo de operação de busca e apreensão nessa quarta-feira (27), o jornalista Allan dos Santos concedeu uma entrevista na porta de sua casa logo após a saída dos agentes da Polícia Federal (PF). Allan acusou o Supremo Tribunal Federal (STF) de tentar intimidar a mídia alternativa e os apoiadores do presidente da República, Jair Bolsonaro, e denunciou uma suposta conversa entre os ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso para derrubar o presidente. Segundo Allan, Moraes e Barroso planejam cassar a chapa de Jair Bolsonaro e Hamilton Mourão, desrespeitando o voto popular. Essas denúncias e outras feitas anteriormente, segundo o jornalista, seriam os motivos para a tentativa de intimidação por parte do STF.

- SIGILO BANCÁRIO: O inquérito ilegal realizado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, autorizou que a Polícia Federal realiza a quebra de sigilo bancário e fiscal de quatro pessoas que, na visão de Moraes, estariam financiando fake news. Os investigados são Edgard Corona (CEO da rede de academias Smart Fit), Luciano Hang (co-fundador e proprietário da Havan), Reinaldo Bianchi Júnior e Winston Rodrigues (coordenador do Bloco Movimenta Brasil).

- PERIGO: No inquérito ilegal que apura as fake News contra o Supremo Tribunal Federal, foram colocadas diversas mensagens veiculadas no Twitter por críticos da atual gestão do STF. O documento aponta a existência de uma “associação criminosa” por entre essas pessoas. Confira aqui as mensagens consideradas “ilícitas” pelo ministro Alexandre de Moraes.

- ARQUIVAMENTO: O procurador-geral da República, Augusto Aras, pediu hoje (27) a suspensão do inquérito inconstitucional das fake news. O pedido do PGR ocorreu após a operação realizada pela Polícia Federal que teve por alvo apoiadores do presidente Jair Bolsonaro. Aras manifestou-se no âmbito de uma ADPF (Argüição de Descumprimento de Preceito Fundamental) encaminhada pelo partido Rede. Segundo o procurador-geral, não existe crime nos posts de redes sociais publicados pelos alvos da operação.

- EDITORIAL: Este Brasil Sem Medo repudia a escalada autoritária dos ministros do Supremo Tribunal Federal contra cidadãos que exercem de forma legítima a sua cidadania por meio da publicação de suas opiniões. Confira aqui a íntegra do nosso editorial a respeito do acontecimento desta quarta-feira (27).
 


Gostou desse conteúdo? Há muitas outras matérias de excelente nível de informação e análise exclusiva para nossos assinantes. Faça a sua assinatura mensal por apenas 29/mês, ou a assinatura anual, por 290/ano (2 mensalidades gratuitas) e tenha acesso a todo o conteúdo premium do Brasil sem Medo.