LIVE DO BSM

PT e PCC, os companheiros cabulosos

Paulo Briguet · 5 de Julho de 2022 às 15:01

Küster, Grimaldo e Briguet falam sobre as profundas relações entre a esquerda e o crime organizado

Os vínculos entre a esquerda brasileira e o crime organizado remontam aos anos 70, quando os líderes da extrema-esquerda presos pelo regime militar ajudaram a formar as primeiras facções criminosas dentro do sistema carcerário. Quando o PT chegou a Presidência da República, em 2002 – o ano em que morreu Celso Daniel –, o narcotráfico teve uma vertiginosa ascensão, elevando homicídios e consumo de drogas a níveis jamais vistos. A parceria entre o Foro de S. Paulo e as narcoguerrilhas se fortaleceu tanto que se tornou impossível definir um limite entre o crime do tráfico e a ideologia revolucionária. Vinte anos depois, o PT tenta retomar o poder e, mesmo com a cumplicidade da mídia, não consegue ocultar suas relações cabulosas com o PCC e outras facções do crime. O ex-contador de Lula, as denúncias de Marcos Valério, o envolvimento do vereador petista em lavagem de dinheiro do tráfico e as revelações do venezuelano El Pollo Carvajal são exemplos de que o relação com o crime é algo essencial para a própria existência do partido do descondenado.

É sobre as tais relações cabulosas que nós vamos falar hoje no Conexão KGB. Começa às 20 horas.

 


"Por apenas R$ 29/mês você acessa o conteúdo exclusivo do Brasil Sem Medo e financia o jornalismo sério, independente e alinhado com os seus valores. Torne-se membro assinante agora mesmo!"