ESTADOS UNIDOS

Por que Trump se arriscou tanto pelo seu país?

Taiguara Fernandes · 9 de Janeiro de 2021 às 12:55

O que leva um bilionário do ramo de luxo, um investidor experimentado, a fazer uma aposta tão arriscada?

Não podemos entender o que se passa na mente de um líder político realmente apaixonado.

Em 2015, eu comecei a estudar sobre a vida de Trump.

Inicialmente, meu objetivo era um estudo de ciência política mesmo; depois, eu percebi que dava para aprender muito com ele, especialmente com seus livros sobre estratégia e negociação.

De fato, o Trump não precisava de nada disso: o homem é um bilionário, com uma rede de hotéis de luxo, campos de golfe, uma marca de vinho, nacionalmente famoso pelos programas de televisão...

Poderia, muito bem, estar desfrutando de sua riqueza pelo resto da vida, sem ser minimamente afetado pelos problemas dos homens comuns.

O que faz um homem desse arriscar seu conforto e atiçar os piores inimigos que alguém poderia desejar no mundo?

Há pessoas que desenvolvem um senso de dever apurado.

Elas acreditam que, se os seus talentos foram recompensados nesse mundo, elas precisam retribuir de alguma forma.

O próprio Trump explicou, em entrevistas na época de sua primeira campanha, que era muito grato pelo que o país tinha dado a ele e agora via necessidade de propor algo em retorno (sua plataforma de “America First”, “a América primeiro”, é baseada nisso).

Um dos pontos da plataforma era revelar a corrupção em Washington, algo que explica o que ele fez nos últimos dois meses.

Afinal, foi o maior “exposed” da história.

Quando ele viu que seria traído por todos — a traição é um fator político imprevisível —, expôs a todos.

Agora as pessoas sabem exatamente quem é quem.

Os efeitos políticos e sociais disso, no longo prazo, são imprevisíveis, mas a desconfiança em relação aos políticos (um fator que elegeu o próprio Trump) apenas aumentou.

E isso é algo que os traidores de Trump nunca percebem: quanto mais o isolam, mais ele se torna “o único diferente”.

O que leva um bilionário do ramo de luxo, um investidor experimentado, a fazer uma aposta tão arriscada?

Talvez seja a consciência de que existe algo de maior valor em jogo.

De certa forma, todos somos expostos a esse tipo de decisão em algum momento de nossas próprias vidas.

— Taiguara Fernandes de Sousa é advogado, professor e escritor.


É justamente por isso que você precisa assinar o Brasil Sem Medo. Por menos de 1 real por dia, você tem acesso exclusivo às nossas matérias, análises, entrevistas, crônicas, podcasts e ebooks. Você pode optar pela assinatura anual, por 290/ano (média de R$24/mês) ou pela assinatura trimestral, por 87/trimestre (média de R$29/mês) e acessar agora mesmo a todo o conteúdo premium do Brasil Sem Medo.