ENTREVISTA BSM

Onde termina a pandemia e começa a fraude

Paulo Briguet · 14 de Outubro de 2020 às 10:50

O médico e escritor Alessandro Loiola fala sobre lockdown, segunda onda, tratamento precoce, China e outros assuntos que estarão no seu livro “Covid-19: A Fraudemia”. Confira entrevista ao editor do BSM, Paulo Briguet

Há sete meses, o mundo está mergulhado em um reality show imposto por autoridades públicas, formadores de opinião e membros da “comunidade científica”. Mesmo dentro dessas três categorias, porém, há vozes que se insurgem contra o consenso midiático em torno do assunto Covid-19. O médico e escritor Alessandro Loiola, 49 anos, é um dos que romperam o silêncio e o consenso, expondo-se, portanto, a ser atacado com os adjetivos preferidos dos pandeminions: “negacionista”, “anticientífico” e “genocida”.

Contra essa tempestade de clichês, Loiola usa o escudo da realidade e põe em campo um batalhão de dados, estudos e análises. Tudo isso está sendo reunido no livro “Covid-19: A Fraudemia”, que deve vir a público nos próximos meses. Observe-se, no entanto, que o autor jamais nega o sofrimento humano e deixa de lamentar as vidas que se perderam ao longo deste ano fatídico.

Onde termina a pandemia e começa a fraude? Como será a “segunda onda” do Covid-19? Há tratamento para o vírus chinês? Qual o papel da China nisso tudo? Essas foram algumas das perguntas que nós fizemos a Alessandro Loiola, que concedeu uma entrevista especial ao BSM. Confira:
 


É justamente por isso que você precisa assinar o Brasil Sem Medo. Por menos de 1 real por dia, você tem acesso exclusivo às nossas matérias, análises, entrevistas, crônicas, podcasts e ebooks. Você pode optar pela assinatura anual, por 290/ano (média de R$24/mês) ou pela assinatura trimestral, por 87/trimestre (média de R$29/mês) e acessar agora mesmo a todo o conteúdo premium do Brasil Sem Medo.