PERSEGUIÇÃO

O David humorista contra o Golias socialista

Paulo Briguet · 10 de Junho de 2021 às 17:39

Estudante desempregado é processado pelo governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), por fazer sátiras políticas em rede social há dois anos

O estudante David Alves está sendo processado criminalmente por ter feito piadas sobre o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB). Morador do bairro Água Fria, no Recife, David manteve por dois meses, em 2018, uma página do Instagram em que fazia sátiras sobre Câmara, que então era candidato a reeleição em Pernambuco. O título da página era Paulo Rei Câmara 40 (lembrando que 40 era o número de Câmara na eleição).

No Instagram, David fazia comentários humorísticos, piadas e brincadeiras sobre o governador. “Eu não ofendi ninguém, só fazia críticas com humor”, afirma o estudante de Ciências Políticas. A página chegou a ter alguma repercussão e um bom número de seguidores, mas foi denunciada por usuários e derrubada pelo Instagram no início de 2019. “Fiquei triste com a derrubada da página, tentei criar outra, mas acabei desanimando.”

Mas a história não terminou aí. Três meses após a derrubada da página, David Alves foi visitado por agentes da Polícia Civil de Pernambuco e intimado a comparecer à Delegacia de Crimes Cibernéticos do Recife para prestar esclarecimentos. “Quando cheguei à delegacia, vi minha foto em banners e soube que estava sendo acusado de falsidade ideológica contra o governador, como se estivesse me passando por ele”, conta David.

“Perguntaram se eu era filiado a algum partido político, eu disse que não”, relata o estudante. “Depois sugeriram que eu fizesse um vídeo pedindo desculpas ao governador, mas eu me recusei, afinal não havia feito nada de errado.” David afirma que os policiais não o coagiram a fazer a retratação, e o dispensaram sem maiores problemas.

Para David, o caso parecia encerrado. Mas eis que agora, dois anos depois, ele recebe uma carta da Vara Criminal informando-o que ele está sendo processado pelo governador socialista.

“Eu não cometi crime nenhum”, diz David. “Se tivesse feito uma ofensa ou calúnia contra ele, poderia até entender esse processo. Mas não houve nada disso.” Desempregado, com a faculdade financiada pelo ProUni, David diz não ter condições de pagar um advogado de defesa. “Por favor, me ajudem”, pediu o estudante em seu perfil na rede social.

 


É justamente por isso que você precisa assinar o Brasil Sem Medo. Por menos de 1 real por dia, você tem acesso exclusivo às nossas matérias, análises, entrevistas, crônicas, podcasts e ebooks. Você pode optar pela assinatura anual, por 290/ano (média de R$24/mês) ou pela assinatura trimestral, por 87/trimestre (média de R$29/mês) e acessar agora mesmo a todo o conteúdo premium do Brasil Sem Medo.