FAKENEWS

Italo Marsili é psiquiatra. Funcionários da CNN são jornalistas?

Redação BSM · 18 de Maio de 2020 às 21:21

Faça você mesmo a verificação de registro e confirme se Italo Marsili não tem especialização em psiquiatria ou se a CNN está criando uma grande Fakenews.

A CNN resolveu atacar o assim chamado “candidato olavista” para o Ministério da Saúde, Italo Marsili. Em uma chamada rápida durante a programação, quando errou por 2 vezes nome e sobrenome de Marsili, a equipe de jornalistas afirmou que, apesar de ser médico, ele não é psiquiatra, como afirma na internet. 

 

 

Vamos então seguir o passo a passo que a muito bem paga equipe da CNN supostamente seguiu. 

Antes de tudo, para saber se alguém é médico ou não, deve-se acessar o site do Conselho Federal de Medicina. Clicando aqui você mesmo pode fazer o teste. Uma vez no site do CFM basta pesquisar por “Italo Marsili” e pronto. Você terá acesso ao registro de Marsili como médico. Preste bem atenção no campo “Especialidade” temos a informação: “Médico sem especialidades registradas”.

 

Foi aqui que a CNN abriu o sorriso e pensou: peguei! Não por menos, na própria CNN, Italo foi criticado por “se apresentar como psiquiatra” ou ser um “autointitulado” psiquiatra. Mas se ele fez a especialização em Psiquiatria, ela não deve ser consultada no CFM e sim no Sistema da Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM).

Você pode acessar o Sistema da CNRM clicando aqui.

Novamente basta pesquisar por “Italo Marsili” e não “Itálio Marcili”, ou “Ítalo Marcili”, ou seja lá qual for o nome pesquisado pela CNN (se é que realmente pesquisou). Fazendo isso você terá acesso ao Certificado nº 340050 emitido pelo Instituto de Psiquiatria da UFRJ. Esse certificado comprova que Italo Marsili cursou a residência  de especialização em psiquiatria de  01/03/2012 a 28/02/2015. 

 

A falta de informação da especialização no registro do CFM é, portanto, mais uma questão burocrática do sistema de informação do Conselho do que a evidência da falta de especialização. Em seu site o CFM afirma: “Qualquer médico tem o direito legal de atuar em qualquer área da medicina, mesmo sem especialidade registrada”. A especialização, entretanto, tem o registro determinado de modo geral e pode ser fiscalizada pelo Conselho de Medicina. O caso de Italo Marsili é, portanto, uma questão burocrática para o próprio CFM. 

Já a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), citada pela CNN para corroborar a mentira sobre dr. Italo Marsili, não é reguladora nem responsável pelo registro de psiquiatras no país. É apenas uma associação livre para psiquiatras, muito parecida com um sindicato. O objetivo da ABP, segundo ela mesma informa em seu site, é: “reunir profissionais da área através de eventos científicos”. Fazer parte da ABP é um mero ato de vontade não regulamentado, obrigado ou necessário para a atividade de psiquiatra. 

Mas se a CNN não encontrou nem a grafia correto do nome do dr. Italo, vocês acreditam que ela encontraria seu registro de psiquiatria?

 

 


Faça sua assinatura anual do Jornal Brasil Sem Medo! Você paga por 10 meses e leva 12 (290/ano). Garanta seu acesso a reportagens relevantes, precisas e confiáveis, análises inteligentes e bem humoradas, 365 dias por ano.