MORTE SILENCIOSA

Assembleia Nacional Francesa aprova aborto até aos nove meses de gestação

Paulo Briguet · 10 de Agosto de 2020 às 17:33

Por 60 votos a 37, Assembleia Nacional Francesa faz mudanças que permitem, na prática, o aborto em qualquer estágio de gravidez. Grupo pró-vida e bispo católico protestam
 

Na calada da noite, a Assembleia Nacional Francesa aprovou uma série de mudanças na lei de bioética do país, uma das quais legaliza o aborto voluntário até aos nove meses de gestação.

Por 60 votos favoráveis e 37 contrários, os legisladores concordaram em permitir o aborto a qualquer momento para mães em “sofrimento psicossocial”, um termo de interpretação subjetiva, que na prática permitirá aos profissionais de saúde total liberdade para aprovar o procedimento.

A medida ainda precisa passar por segunda votação no Senado. Mas tudo indica que será aprovada. 

Atualmente, abortos tardios na França requerem aprovação médica e são limitados a casos de severa má formação fetal ou risco de vida para a mãe. A nova legislação, no entanto, inclui casos em que esteja submetida a “sofrimento psicossocial”.  

Em nota pública, o grupo francês pró-vida Alliance Vita destacou que o sofrimento psicossocial é um “critério não verificável”, que abre a porta para as mulheres fazerem um aborto por qualquer motivo. O bispo de Montauban, Bernard Ginoux, afirmou: “Este é o caminho pelo qual as civilizações morrem e a índole dos povos é aniquilada. As gerações do futuro estão em grande perigo”.

Na França ocorrem anualmente cerca de 220 mil abortos voluntários permitidos por lei. Se a nova legislação for aprovada pelo Senado, em segunda votação, esse número deve aumentar muito.

(Com informações do Breitbart News.)

 


É justamente por isso que você precisa assinar o Brasil Sem Medo. Por menos de 1 real por dia, você tem acesso exclusivo às nossas matérias, análises, entrevistas, crônicas, podcasts e ebooks. Você pode optar pela assinatura anual, por 290/ano (média de R$24/mês) ou pela assinatura trimestral, por 87/trimestre (média de R$29/mês) e acessar agora mesmo a todo o conteúdo premium do Brasil Sem Medo.