DISTOPIA

Feliz Via Sacra 2022

Juliana Freitag · 15 de Janeiro de 2022 às 09:58

Juliana Freitag, correspondente do BSM na Itália, traça um panorama dos enfrentamentos que nos aguardam no ano III da pandemia

Outro ano pandemônico encerrou-se, e 2022 chegou envolto em pompas apocalípticas. Os votos de um “Feliz Ano Novo” despontaram quase como uma insolência, uma ousadia de otimistas delirantes que insistem em ignorar o aparentemente já selado destino da Humanidade. Quem, em sã consciência, não se aflige diante das implacáveis ameaças de governos de Tifões, com suas infinitas cabeças de dragão proferindo mil decretos inexplicáveis, e suas perversas mãos que se estendem do Leste até o Oeste? Com qual pretensão humana é possível encarar a fúria dos monstros que desejam subverter a ordem natural dos homens e jogar nos abismos tartáreos aqueles que não aquiescem imediatamente às suas imposições descabidas?