JORNALISMO PANDÊMICO

Estadão enaltece governadores e acusa Bolsonaro de defender o povo

Cristian Derosa · 26 de Abril de 2021 às 16:21

Segundo o jornal paulista, país está no fundo do poço, mas poderia ser pior caso Bolsonaro tivesse poder para manter direitos da população

Após um ano do mais grave e violento sensacionalismo para dar manutenção diária ao pânico da população, jornais buscam de todas as formas influenciar para dar direção desejada à Comissão Parlamentar que investigará os crimes cometidos na pandemia. Nesta segunda-feira (26), o Estadão publicou um editorial que sintetiza o desejo da grande maioria da imprensa na defesa de seus anunciantes mais privilegiados: os governadores.

É difícil imaginar um país tão devastado e no fundo do poço como aquele Brasil retratado pelos jornais durante a pandemia. Para eles, sob o governo de Bolsonaro, o país se tornou uma vergonha que deve ecoar até mesmo pela imensidão do Universo. Mas, mesmo diante de tanta desgraça, eles afirmam, do alto do mais respeitável amparo científico e técnico, que o país poderia estar ainda pior se não fosse pelas limitações impostas ao poder do presidente. Os governadores, para esses jornais, se tornaram verdadeiros heróis da nação e não nos espantaria ver em suas páginas a defesa da criação de monumento nacional a João Doria e outros gestores que puseram a polícia para reprimir a população pelo próprio bem dessa massa ignorante e infectada chamada povo...