SUCESSÃO PRESIDENCIAL

Economista aponta “tragédia” em projeto petista para a América do Sul

Claudio Dirani · 12 de Maio de 2022 às 15:50

Promessa da criação de uma moeda única para o Mercosul está entre os inúmeros desastres previstos por Lula, caso vença as eleições deste ano, segundo o analista financeiro Alan Ghani

Na antevéspera do feriado de 1º de Maio, o principal rival do presidente Jair Bolsonaro nas eleições deste ano, Luís Inácio Lula da Silva, discursou em um evento organizado por apoiadores do PSOL, onde apresentou algumas de suas políticas para o futuro do Mercosul, caso volte a assumir a Presidência da República pela terceira vez.

Segundo Lula, existiria hoje a necessidade urgente da criação de uma moeda única para transações dentro do bloco, em moldes semelhantes ao do euro.

“Vamos voltar a restabelecer nossa relação com a América Latina. E se Deus quiser, vamos criar uma moeda na América Latina, porque não tem esse negócio de ficar dependendo do dólar”, admitiu o candidato petista, que na verdade apenas ecoava a teoria de um economista aliado ao PT: Gabriel Galípolo, que já atuou como presidente do Banco Fator e hoje contribui com o plano de governo lulista...