LIVE BSM

Direito à vida: 17 mil crianças em perigo

Paulo Briguet · 28 de Junho de 2022 às 16:13

Küster, Grimaldo e Briguet falam sobre a batalha global para proteger a vida dos nascituros

Após a histórica decisão da Suprema Corte americana, que derrubou o caso Roe vs. Wade e colocou em xeque a cultura da morte nos EUA, os donos do poder global – e seus obedientes jagunços da grande mídia e da esquerda – buscam de todas as formas garantir que o assassinato intrauterino volte a ser um “direito”. Vários estados americanos já proibiram o aborto, enquanto as grandes corporações globalistas lutam para assegurar a morte dos bebês. No Brasil, após o assassinato de um bebê de 29 semanas em Santa Catarina, audiências públicas promovidas pelo Ministério da Saúde e a Assembleia Legislativa catarinense colocam frente a frente os defensores da vida e os garantistas da morte. Há algo bastante grave por trás dessa discussão: em 2020, nasceram mais de 17 mil crianças com mães menores de 14 anos. Pela doentia lógica da cultura da morte, esses bebês deveriam ser mortos no ventre de suas jovens mães. É esse o abismo para o qual a esquerda deseja empurrar o país.
Estamos assistindo ao vivo o embate decisivo entre as forças do bem e do mal, entre a civilização e a barbárie, entre Deus e o inimigo do gênero humano. É sobre essa luta – o tema fundamental do nosso tempo – que vamos falar hoje no Conexão KGB, a partir das 20 horas. Esperamos você.
 

 


"Por apenas R$ 29/mês você acessa o conteúdo exclusivo do Brasil Sem Medo e financia o jornalismo sério, independente e alinhado com os seus valores. Torne-se membro assinante agora mesmo!"