PROTESTO

Cristãos dizem não ao Conselho LGBT de Londrina

Paulo Briguet · 18 de Setembro de 2021 às 14:31

Em passeata, manifestantes rezam, cantam e repudiam a criação de conselho no município paranaense



O povo de Deus no deserto andava
Mas à sua frente Alguém caminhava
O povo de Deus era rico de nada
Só tinha a esperança e o pó da estrada

Na manhã deste sábado, uma parte do povo de Deus percorreu a Avenida Tiradentes, antiga Estrada Londrina-Cambé, para demonstrar sua oposição ao projeto de lei que cria o Conselho LGBT de Londrina. Foi uma caminhada pacífica e ordeira, como sempre têm sido as manifestações da maioria conservadora no Brasil. Portando faixas e cartazes, mas também cruzes e imagens sacras, cerca de 150 manifestantes cumpriram o trajeto na antiga estrada, enquanto rezavam e cantavam hinos cristãos.

A voz grave e afinada do psicólogo e educador católico Mauro Fernando Duarte ajudou a conduzir a passeata pacífica:

Também sou Teu povo, Senhor
E estou nessa estrada
Somente a Tua graça me basta e mais nada!

Enquanto o Mauro cantava, Natalina Silva dizia ao repórter do BSM:

― Eu estou aqui pelo meu filho, Cauã Miguel. A ideologia de gênero é uma ameaça às nossas crianças. Há escolas públicas que já não comemoram o Dia dos Pais e o Dia das Mães. Aonde vamos chegar assim?

Ao lado de Natalina, estavam Sergio Manabe e Viviane Marques, com os dois filhos pequenos. O menorzinho usava uma máscara com a imagem de Nossa Senhora Aparecida. Ronald Azevedo também levou a família: a esposa e os quatro filhos, um deles, Antônio, com menos de um ano. A presença de crianças deu um colorido especial à manifestação.

Durante alguns momentos, os manifestantes se ajoelharam na pista da Avenida Tiradentes. Depois de rezar a oração do Pai-Nosso, Patrícia Arrabal observou:

― É totalmente inconstitucional e ilógica a criação de um Conselho que só vai dividir a sociedade, formado por critério de comportamento sexual. Todos os cidadãos são iguais perante a lei!

O povo de Deus também vacilava
Às vezes custava a crer no amor
O povo de Deus, chorando, rezava
Pedia perdão e recomeçava

Para cada um dos manifestantes presentes ao ato na Avenida Tiradentes, certamente havia muitos que não puderam comparecer, por medo ou hesitação ante os avanços da ideologia esquerdista. A vereadora Jessica Ramos, que é homossexual assumida e contrária ao Conselho LGBT, foi hostilizada por uma jovem:

― Você é uma vergonha para a comunidade LGBT!

 A reação de Jessica foi pacífica, porém firme:

― Vergonha é usar a Prefeitura em benefício de um grupo. Não vou mudar as minhas convicções para atender à militância LGBT.

Em frente à sede da Rede Massa de Televisão nem Londrina, Mauro Duarte disse:

― Governador Ratinho Júnior, a população de Londrina não está contente com a posição do prefeito Marcelo Belinati e sua insistência em criar o Conselho LGBT!

O projeto de lei do Conselho LGBT deve ser votado pela Câmara dos Vereadores no próximo dia 23. Novas manifestações contrárias à criação do Conselho devem ocorrer nos próximos dias.

Também sou Teu povo, Senhor
E estou nessa estrada
Cada dia mais perto da terra esperada!


 

 

 


Faça sua assinatura anual do Jornal Brasil Sem Medo! Você paga por 10 meses e leva 12 (290/ano). Garanta seu acesso a reportagens relevantes, precisas e confiáveis, análises inteligentes e bem humoradas, 365 dias por ano.