NOBLAT

Contra o ódio, Twitter libera apologia ao suicídio

Fábio Gonçalves · 10 de Janeiro de 2021 às 15:50

A publicação gerou revolta nos internautas por dois motivos: primeiro pela clara apologia ao suicídio. Nos últimos anos o Brasil vem sofrendo uma alta nos índices de suicídios.

Compartilhando um texto de Ruy Castro, da Folha de São Paulo, texto que sugeria o suicídio como “única saída” a Donald Trump, Ricardo Noblat, colunista da Veja, disse que, caso Trump acatasse a sugestão, Jair Bolsonaro deveria seguir o exemplo e matar-se também:

Se Trump optar pelo suicídio, Bolsonaro deveria imitá-lo. Mas para que esperar pela derrota na eleição? Por que não fazer isso hoje, já, agora, neste momento? Para o bem do Brasil, nenhum minuto sem Bolsonaro será cedo demais.https://t.co/wJyqu7zUZK

— Blog do Noblat (@BlogdoNoblat) January 10, 2021

A publicação gerou revolta nos internautas por dois motivos: primeiro pela clara apologia ao suicídio. Nos últimos anos o Brasil vem sofrendo uma alta nos índices de suicídios. Segundo a OMS, esta já é a 3ª maior causa de morte entre os jovens e adultos entre os 15 e os 29 anos.

Além disso, profissionais de saúde e pesquisadores tem alertado para um aumento nas taxas de suicídio em decorrência do isolamento social e dos traumas gerados pela pandemia.

Uma pesquisa do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Departamento de Saúde americano, de junho de 2020, atestou que a crise do coronavírus vem trazendo junto uma crise de saúde mental.

Para compor o trabalho intitulado “Saúde mental, uso de substâncias, e pensamentos suicidas durante a pandemia de Covid-19”, os pesquisadores entrevistaram, entre 24 e 30 de junho, mais de 5.000 mil pessoas, de diversas regiões, etnias e classes sociais. O resultado é o que segue: ·