IMIGRAÇÃO

Como discutir a política de imigração diante da crise que a América vive hoje?

Braulia Ribeiro · 22 de Abril de 2021 às 15:07

Estado Zero, série produzida pela Netflix, discute a chaga aberta que é o fenômeno mundial da imigração em massa

Pouca coisa a rede Netflix nos oferece que não seja previamente marinada no fel venenoso que é o wokismo. Mas algumas vezes eles acertam no tema e no tom da história. “Estado Zero” é um destes acertos. A série original da Netflix discute o fenômeno da imigração em massa e a maneira com que a Austrália, um dos países-destino mais procurados, está lidando com a situação. No momento a política desastrosa do governo Biden permite uma crise séria na imensa fronteira dos Estados Unidos com o México, vale tentar pensar o problema com uma óptica um pouco mais ampla.

O problema da imigração é uma chaga sangrando profusamente no planeta todo. Tentamos ignorá-la, mas a dor que ela causa não nos permite esquecê-la. O Brasil começou a viver a intensidade desse drama com a chegada de imigrantes haitianos e bolivianos, e depois com a marcha dos venezuelanos na nossa fronteira do norte. Em breve, não é difícil prever que vamos ver ondas de argentinos nos batendo à porta. Nosso problema é de mais fácil solução, considerando-se a semelhança cultural entre o Brasil e seus vizinhos. Mesmo assim, é um assunto espinhoso.