ASSASSINATO

Ativistas querem aborto de 7 meses de gestação em menina de 11 anos

Cristian Derosa · 21 de Junho de 2022 às 18:47

Ativistas veem no caso da menina de 11 anos grávida após estupro um importante precedente para a morte de fetos no Brasil

Acusada de impedir o “direito do aborto legal”, a juíza Joana Ribeiro Zimmer, de Florianópolis (SC) acabou sendo nomeada para outra comarca, abandonando o caso da menina de 11 anos grávida após estupro, que vem sendo protegida pela justiça e sofrendo pressão para assassinar o bebê, que é completamente viável às 29 semanas (foto). Ao jornal NSC, a juíza relatou ter sido ameaçada, mas disse que sua promoção não teve relação com o...