DIÁRIO DE UM CRONISTA

As algemas de Eustáquio

Paulo Briguet · 23 de Dezembro de 2020 às 11:14

A imagem do jornalista preso a uma maca é o retrato da ditadura em que o Brasil está mergulhando

 

“Toda misericórdia para com os outros é secreta misericórdia para consigo mesmo.”
(Otto Maria Carpeaux)

Em seu antológico ensaio sobre a obra de Graciliano Ramos, o crítico literário Otto Maria Carpeaux foi buscar na sabedoria védica uma fórmula que expressa o sentimento universal da compaixão humana: Tat twan asi frase do sânscrito que pode ser traduzida por “Tu és isto”. Quando Graciliano nos mostra a solidão e o desamparo nas personagens de “Vidas Secas”, “São Bernardo” e “Angústia”, é como se aquela sentença antiquíssima fosse soprada no interior do nosso coração.

Pois foi exatamente esse o sentimento que eu tive quando vi a foto de Oswaldo Eustáquio no Hospital de Base de Brasília. Tu és isto. Foste preso sem sequer saber do que te acusam; sofreste um acidente dentro da cela em que não deverias estar; não consegues te levantar nem sequer movimentar as pernas. Mesmo assim, te colocaram um par de algemas, como se dissessem: és perigoso, és uma ameaça à sociedade, não podemos permitir que fujas.

Ora, Eustáquio algemado no hospital é a imagem do que o sistema de poder pretende fazer com todos nós. Os senhores do tribunal do medo querem um Brasil algemado, amarrado, imóvel e monitorado. Eis o teu destino, cidadão brasileiro, se ousares não obedecer às ordens superiores; se não respeitares a nova ordem que substituiu a velha lei; se não ficares em casa isolado, submisso e sobretudo calado.

No livro “Ponerologia ― Psicopatas no Poder”, o psiquiatra Andrew Lobaczewski mostra o que acontece quando determinada classe de pessoas ― aquelas que não possuem o sentimento de compaixão ― chega ao poder. Para esse tipo de gente, soltar milhares de presos durante as festas de fim de ano é algo tão natural e plausível quanto prender um cidadão por não possuir a opinião correta. E são exatamente esses psicopatas que mandam em nosso país hoje.

Olhe bem para a foto de Eustáquio algemado. Tu és isto, Brasil.

Paulo Briguet é cronista e editor-chefe do BSM.


É justamente por isso que você precisa assinar o Brasil Sem Medo. Por menos de 1 real por dia, você tem acesso exclusivo às nossas matérias, análises, entrevistas, crônicas, podcasts e ebooks. Você pode optar pela assinatura anual, por 290/ano (média de R$24/mês) ou pela assinatura trimestral, por 87/trimestre (média de R$29/mês) e acessar agora mesmo a todo o conteúdo premium do Brasil Sem Medo.