VIAGEM PRESIDENCIAL

Ao viajar sem vacina, Bolsonaro se une aos novos excluídos e defende a liberdade

Cristian Derosa · 21 de Setembro de 2021 às 11:36

Apesar do discurso fraco e pouco conservador, Bolsonaro teve o ato simbólico mais relevante desta Assembleia Geral da ONU ao indicar o seu não pertencimento à elite mundial que quer segregar e escravizar