ECONOMIA

A loucura de Bolsonaro tem método

Brás Oscar · 3 de Abril de 2020 às 15:44

É o que diz analista da Geopolitical Futures sobre o empenho do presidente para manter a economia funcionando durante a epidemia

O documento enumera diversos setores da economia brasileira que possuem forte dependência da China e que, ainda no início de fevereiro, já haviam se antecipado nas previsões de escassez de oferta para o segundo trimestre do ano, dadas as notícias da crise no mercado chinês que chegavam ao Brasil. “A gigante do petróleo Petrobras, que envia 72% de suas exportações para a China, também registrou queda de demanda. A indústria naval e os exportadores manifestaram preocupação com uma possível escassez de containers até abril. Tudo isso ocorreu antes de 25 de fevereiro, quando o Brasil relatou seu primeiro caso confirmado de COVID-19”, completa a analista.

Fatores como a incapacidade de recuperação total da recessão de 2015-2016, no governo do PT, quando o PIB encolheu 7%, e a estagnação seguida nos anos seguintes, são fatores que fizeram a Geopolitical Futures